Um mapa da cerveja nacional, da industrial à artesanal, feita em Portugal continental, Madeira e Açores, é o propósito do “Guia dos Cervejeiros em Portugal 2020-2021” apresentado pela Associação Cervejeiros de Portugal.

No “vá pelos seus dedos à procura” do melhor que se faz em território nacional, reúne ao todo, mais de 100 produtores e marcas de cerveja, das grandes cervejeiras a microcervejeiras, de produtores locais aos que exportam as caricas para o mundo inteiro.

Num setor com mais de 80 mil empregos indiretos, que "cria mil milhões de VAB (valor acrescentado bruto)” e "exporta um terço da sua produção total”, conforme se lê no preâmbulo do guia, a reboque da inovação e do empreendedorismo, todos os anos são acrescentados novos sabores e novas marcas à multiplicidades já existente, expressas neste mapa de cerveja nacional que se estendo por 68 páginas.

Há cerveja inspirada em vinho verde (Cervejola), fermentada a partir de vinho Alvarinho (Mesmo Boa), embebidas em vinho do Porto (Portal), a partir de mosto de uvas da casta Avesso, da região de Baião (Do Avesso Grape Ale) ou elaborada a partir do mosto de uvas da casta Antão Vaz (MiMi).

Para além da inspiração na bebida que nasce a partir das uvas, outras cervejas são produzidas pelo método champanhês (Cinco Chagas), estagiam em barricas de carvalho embebido de whisky (Alce) ou estão integradas em produção craft de outras bebidas alcoólicas, gin e whisky alentejano (Libata).

Sem glúten (Ribatejana), respondendo às novas tendências, apresentam um travo de gengibre e canela (duMato), a cascas de laranja algarvia (Moça), contém aroma de banana (Wilma), feitas a partir de castanhas (Judia), morangos ou pão saloio ou apresentam sabores a piripíri e tomate (5 e meio).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.