“Creio que fez um discurso brilhante sobretudo para desvalorizar o contexto de circunstância, mas valorizar a substância do que é a história da democracia e da liberdade e o que representa a unidade nesta conquista”, sublinhou o social-democrata José Manuel Bolieiro, numa entrevista no jornal da RTP 3.

José Manuel Bolieiro, que tomou posse como presidente do Governo dos Açores em novembro de 2020, esteve hoje presente na sessão solene comemorativa do 47.º aniversário do 25 de Abril na Assembleia da República, em Lisboa.

Em entrevista à RTP, o chefe do executivo açoriano, de coligação PSD/CDS-PP/PPM, frisou que “a liberdade e a democracia não são adquiridos, são sempre uma conquista quotidiana”.

José Manuel Bolieiro realçou ainda que o Presidente da República “fez a melhor leitura possível”, já que no momento atual, “onde a crise de confiança poderia prevalecer”, Marcelo Rebelo de Sousa “procurou estimular o orgulho do conquistado e, sobretudo, também a projeção do tanto que ainda falta fazer para adquirir os efeitos da liberdade e da democracia alcançados”.

“Na verdade hoje celebramos o 25 de Abril que é celebrar a Democracia e a Liberdade”, vincou ainda o presidente do Governo açoriano.

Em 24 de novembro de 2020 tomou posse o XIII Governo Regional dos Açores, que junta em coligação o PSD, o CDS-PP e o PPM, e conta com o apoio de incidência parlamentar dos dois deputados do Chega e do deputado único da Iniciativa Liberal no parlamento açoriano.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.