O percurso de bicicleta que começa no Vaticano a 21 de abril e termina a 11 de maio em Fátima terá cerca de 3.000 quilómetros e serão pedalados entre 100 e quase 200 quilómetros por dia, informou Carlos Vieira, bombeiro-ciclista, de 65 anos, que já foi recebido pelo Papa Francisco em 2014.

Também este ano é esperado que Carlos Vieira seja recebido no Vaticano pelo Papa, informou, durante a sessão de apresentação da iniciativa, que decorreu hoje ao final da tarde, no Memorial da Irmã Lúcia, em Coimbra.

"Já estava destinado eu fazer a viagem no ano do centenário", disse à agência Lusa, explanando que a Liberty Seguros decidiu apoiar o percurso, com a condição de Carlos Vieira levar consigo Miguel Vilar, de 60 anos, que já fez o trajeto de Lisboa à Lapónia de bicicleta. Juntamente com os dois vai o médico ortopedista de Coimbra António Figueiredo, de 56 anos.

"Não vai ser fácil", notou António Figueiredo, durante a apresentação, explanando que está ainda previsto, durante o percurso, uma paragem no Santuário de Lourdes, em França, e outra no Santuário da Nossa Senhora do Pilar, em Saragoça.

As camisolas que levam para a viagem vão ter inscrito o lema da visita do Papa a Fátima, "Com Maria, peregrino na esperança e na paz", em quatro línguas: português, italiano, espanhol e francês.

Os três ciclistas têm ainda combinados encontros com duas comunidades de emigrantes portugueses.

"Ainda não sei o que vou dizer ao Papa", contou Carlos Vieira, referindo que poderá pedir "para que reze pela paz e pelos que sofrem de doenças e da guerra".

O Papa Francisco visita Fátima de 12 a 13 de maio, no âmbito das comemorações do centenário das "aparições".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.