Dois homens morreram esta terça-feira, na sequência da queda de um andaime, enquanto realizavam trabalhos de pintura num prédio em Almada, segundo o Comando Distrital de Operações de Soccoro de Setúbal.

De acordo com o adjunto-comando Maximino Viegas, da Associação dos Bombeiros Voluntários de Cacilhas, os homens, que estavam em trabalhos de remodelação do edifício, tiveram morte imediata.

“Foi a queda de um bailéu [elevador suspenso] que resultou em duas vítimas cadáveres. Quando chegámos [ao local], a estrutura já estava no chão”, disse Maximino Viegas, adiantando desconhecer a altura em que se encontrariam os trabalhadores, aquando da queda.

As vítimas mortais são trabalhadores da obra que estavam a executar um trabalho no exterior do prédio localizado na freguesia de Laranjeiro e Feijó. Segundo a TVI24, a queda terá-se-á dado de um quinto andar, de uma altura aproximada de 15 metros.

O alerta foi dado junto das autoridades pelas 14h40.

À Lusa, o CDOS de Setúbal indicou que foram acionados os meios dos Bombeiros de Cacilhas, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), a PSP, a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e o serviço municipal, que aguardam a chegada da Polícia Judiciária (PJ) para fazerem o levantamento dos corpos.

As causas do acidente estão a ser apuradas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.