Antes da cerimónia da tomada de posse, bem cedo pela manhã, o então ainda Presidente-eleito Donald Trump e a mulher, Melania Trump, assistiram como manda a tradição à missa. Um ritual que teve lugar na igreja episcopal de St. John e cujo sermão ficou a cargo do pastor Robert Jeffress, apoiante de longa data de Donald Trump.

A leitura escolhida pelo pastor Jeffress terá sido tudo menos ao acaso. Uma passagem retirada do Livro de Neemias, parte do Antigo Testamento, que fala da reconstrução dos muros à volta de Jerusalém numa alusão impossível de não associar à “promessa” eleitoral do novo presidente dos Estados Unidos da América no que respeita à construção de um muro na fronteira com o México.

Os jornalistas não puderam assistir à missa, mas o próprio pastor partilhou o seu sermão através da conta de Twitter: “Quando penso em si, Presidente-eleito Trump, lembro-me de outro grande líder que Deus escolheu há milhares de anos em Israel”, disse o pastor. “O primeiro passo da reconstrução da nação [de Jerusalém] foi construir um grande muro. Deus disse a Neemias para construir um muro em redor de Jerusalém para proteger os seus cidadãos dos ataques dos inimigos. Vejamos, Deus não é contra a construção de muros!”. 

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.