Segundo o porta-voz da Procuradoria-Geral da República de Angola, Álvaro João, foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva a Augusto da Silva Tomás e a “alguns membros do Conselho Nacional de Carregadores”.

Álvaro João referiu que, ainda hoje, será divulgado um comunicado de imprensa com mais esclarecimentos sobre o assunto.

A detenção de Augusto Tomás foi igualmente confirmada à Lusa por fonte dos serviços prisionais, que informou que o antigo governante angolano se encontra “privado de liberdade” desde a tarde de hoje no Hospital Prisão de São Paulo.

Augusto da Silva Tomás foi afastado do cargo pelo Presidente de Angola, João Lourenço, em junho deste ano, não tendo sido avançados os motivos da sua exoneração.

A exoneração de Augusto Tomás, antigo ministro da Economia e Finanças de Angola e na tutela dos Transportes desde a presidência do ex-chefe de Estado José Eduardo dos Santos, ocorreu em torno de uma polémica sobre uma anunciada parceria público-privada para a constituição de uma companhia aérea.

Na altura, João Lourenço declarou apenas, sem avançar mais pormenores, que a parceria não iria avançar.

“Não vai adiante, não vai sair, não vai acontecer, por se tratar de uma companhia fictícia”, disse João Lourenço.

Sobre o Conselho Nacional de Carregadores, a Inspeção Geral do Estado já tinha anunciado este ano que estavam a decorrer investigações por alegada gestão danosa daquele órgão tutelado pelo Ministério dos Transportes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.