"Não é alterando os critérios que nós alteramos a realidade, e a realidade é simples: quanto maior é a gravidade da situação mais estritas têm de ser as medidas, e foi essa tabela que foi fixada e agora temos de cumprir. Eu percebo que é obviamente desagradável, temos é que trabalhar todos para daqui a 15 dias já esteja tudo em verde e possa tudo avançar para a próxima fase de desconfinamento", afirmou o primeiro-ministro.

António Costa falava aos jornalistas em Lisboa, à margem da condecoração da judoca Telma Monteira com a medalha de Honra ao Mérito Desportivo, onde foi questionado sobre a contestação por parte dos autarcas dos concelhos que recuaram no desconfinamento.

À saída do Altice Arena, onde decorrem os Europeus de Judo, o chefe de Governo insistiu que as regras fixadas em torno da pandeia de covid-19 "não são nem prémios nem castigos aos concelhos", mas "normas de saúde pública" que são "adequadas à situação da pandemia que existe em cada concelho".

Questionado se o Governo pondera rever os critérios de desconfinamento para concelhos com menor densidade populacional, o primeiro-ministro salientou que “houve um critério feito com uma base científica por uma equipa liderada pelo professor Óscar Felgueiras e pela professora Raquel Duarte, que foi muito debatido”, e “os critérios foram tornados públicos, são por todos conhecidos”.

“Os critérios têm uma enorme vantagem, é que todos podemos saber e ir acompanhando dia a dia como é que está a evoluir a situação em cada concelho e não é esperar de 15 em 15 dias pelo resultado, o resultado vai-se construindo ao longo desses 15 dias”, defendeu.

“E felizmente nos 15 dias anteriores houve vários concelhos que tiveram uma evolução positiva, e portanto puderam sair da situação de risco em que estavam, e a generalidade do país pode avançar para a próxima fase do desconfinamento na próxima segunda-feira, houve outros que tiveram de manter as atuais regras e outros que tiveram de recuar”, notou ainda António Costa.

Momentos antes, falando à imprensa dentro do pavilhão, o primeiro-ministro foi questionado também sobre a vacinação contra a covid-19 dos atletas que vão representar Portugal nos Jogos Olímpicos, e respondeu que "a 'task-force' do processo de vacinação tem bem consciência de quais são as necessidades e esse vai ser um não problema".

Na quinta-feira, António Costa anunciou que quatro concelhos vão recuar à primeira fase do desconfinamento e que outros sete permanecem na fase atual, a segunda, mas uma revisão em baixa da incidência de casos em Beja divulgada hoje pela Direção-geral da Saúde (DGS) permitirá a este concelho avançar no desconfinamento com a generalidade dos 278 concelhos do país.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.