“O atual ciclo de preços baixos chegou ao fim. E os fundamentos do mercado em termos de oferta e procura estão a melhorar”, realçou Khaled al-Faleh numa conferência de imprensa em que também participaram os ministros da Energia da Rússia, Alexander Novak, e do Qatar, Mohammed Bin Saleh al-Sada, em Riade, a capital saudita.

O ministro da Energia da Arábia Saudita, país que é o líder da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), assumiu estar “otimista” acerca da evolução dos preços de petróleo em bruto, salientando “o declínio contínuo durante sete ou oito semanas do inventário dos Estados Unidos (EUA)”.

Paralelamente, o responsável destacou a “relação forte” entre a Arábia Saudita e a Rússia, numa fase de “reaproximação” entre os dois países sobre as questões do petróleo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.