“Acho importante parar de seguir na direção errada”, disse à televisão austríaca a ministra do Meio Ambiente, Leonore Gewessler, acrescentando que pretende instruir os serviços na segunda-feira a encerrarem a medida.

O aumento em 10 km/hora, para 140 km/hora na Áustria arrancou em agosto de 2018 e foi decidido pelo ex-ministro dos Transportes, Norbert Hofer.

Descrita como populista pela oposição social-democrata, a medida foi também criticada por organizações ambientais.

O gabinete federal austríaco do meio ambiente revelou em 03 de fevereiro que as emissões de gases de efeito de estufa do setor de transporte rodoviário aumentaram 74% na Áustria entre 1990 e 2017.

Pelo contrário, as emissões atribuíveis ao setor da construção estagnaram e as de habitação ou tratamento de resíduos caíram acentuadamente.

Uma crise política em maio passado levou ao fim prematuro do primeiro mandato do chanceler conservador Sebastian Kurz e à coligação que formou em 2017 com o FPÖ, partido de extrema direita.

Desde então, os conservadores austríacos uniram forças com os Verdes em janeiro para formar um novo governo, ainda sob a liderança de Kurz.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.