A informação é adiantada pelo The Aviation Herald, meio de comunicação de referência no setor. Segundo este órgão, “um Airbus A320-200 da TAP, com a matrícula CS-TNV, a realizar o voo TP-754 de Lisboa (Portugal) para Copenhaga (Dinamarca) com 102 passageiros e sete tripulantes, encontrava-se a aterrar na pista 30 por volta das 12h05 (hora local, 10:05 em Lisboa) quando, de acordo com os dados transmitidos, a aeronave se desviou para a esquerda e a velocidade sobre o solo reduziu drasticamente de 133 para cerca de 120 nós”.

"A tripulação iniciou uma volta. Contido, a aeronave não subiu mas também não aumentou a velocidade", continua o artigo, acrescentando mais tarde que "a aeronave posteriormente posicionou-se para outra aproximação à pista 22L e pousou sem maiores incidentes cerca de 20 minutos após a volta", depois de várias manobras para tentar novo pouso.

A aeronave, segundo algumas testemunhas, terá "batido com a sua asa esquerda na pista" e pareceu até que "o seu motor do lado esquerdo (CFM56) tocou no solo". Depois destes acontecimentos, o avião terá "virado à esquerda, quase colidindo com uma atenta e com edifícios" da comunidade local de Maglebylille antes de "subir em segurança".

O avião, que se manteve no aeroporto desde então, já terá regressado a Lisboa, apesar do motor esquerdo ter sido danificado. As autoridades dinamarquesas de aviação, o Havarikommissionen, reportaram hoje este acontecimento como "um incidente sério e abriram uma investigação".

De resto, as autoridades já fizeram saber "não foram reportados indicadores visuais ou marcas que demonstrem que a asa ou o motor tocaram no chão".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.