De acordo com os representantes legais do antigo casal, um pagamento pendente de Steve Wynn à ex-mulher, Elaine, evitou um julgamento já agendado em Las Vegas. O valor do pagamento não foi divulgado.

Em comunicado, Steve Wynn confirmou que “todas as questões legais pendentes” com a ex-mulher foram resolvidas. O casal divorciou-se em 2010.

O acordo encerra a luta judicial travada nos últimos seis anos entre o bilionário norte-americano, fundador da Wynn Resorts, e a ex-mulher, uma das maiores acionistas da empresa. Elaine acusava Steve de ter sido ilegalmente destituída da empresa.

A 26 de janeiro, o diário The Wall Street Journal publicou testemunhos de várias empregadas do grupo empresarial que denunciaram os abusos sexuais de Steve Wynn, de 76 anos. Um dos casos, relacionado com reconhecimento de paternidade, culminou num acordo extrajudicial de 7,5 milhões de dólares (seis milhões de euros).

As acusações levaram o fundador da empresa a demitir-se, em fevereiro último, da presidência da administração e a vender todas as ações.

Depois de anunciada a saída, com efeitos imediatos, nos Estados Unidos, a administradora-delegada da Wynn Macau comunicou ao Governo do território a demissão do empresário também dos dois casinos do grupo na Região Administrativa Especial.

O multimilionário que começou como proprietário de um pequeno grupo de salas de bingo no nordeste dos Estados Unidos e construiu um império do jogo com o seu nome, em que se incluem os casinos Mirage e Bellágio, em Las Vegas, e dois casinos Wynn, em Macau.

O conselho de administração da Wynn Resorts nomeou Matt Maddox como novo presidente.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.