Manuel Grilo - que substituiu Ricardo Robles no cargo de vereador na sequência da demissão pela polémica que envolveu a venda de um imóvel - discursou hoje na XI Convenção Nacional do BE, no mesmo dia em que foi conhecido o seu nome na lista à Mesa Nacional do BE afeta à direção.

"Não tem sido um caminho fácil, mas batemo-nos pelo nosso programa e criamos as pontes necessárias para o aplicar", admitiu.

O balanço do "primeiro ano de participação no Governo na cidade" de Lisboa, na opinião do vereador bloquista, é "positivo nos domínios da educação e dos direitos sociais, pelouros de que o Bloco é responsável".

"Este tem sido um tempo de grande disputa por tudo aquilo que está contemplado no acordo e por todas as nossas propostas que lá não estão, áreas onde o ponto de partida é o desacordo, mas onde a relação de forças faz avançar uma agenda diferente na cidade", destacou.

A disputa, prosseguiu Manuel Grilo, "faz avançar Lisboa noutras áreas".

"Sabemos que habitação é hoje o aspeto de maior crise na cidade de Lisboa, que não podemos recuar", apontou, admitindo que "a disputa em matérias de habitação tem sido intensa" na Câmara de Lisboa.

O vereador do BE em Lisboa tem "consciência que há ainda muito por fazer".

"Falta fazer muito, mas o Bloco não se assusta, não damos nenhum passo atrás", garantiu.

Já na reta final do discurso, Manuel Grilo deu a resposta "à pergunta se vale a pena esta disputa e esta responsabilidade".

"A resposta é sim. O Bloco fez a diferença, faz a diferença e sabemos que este acordo é a disputa permanente do nosso programa e que é na disputa que fazemos avançar a história", rematou.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.