A proposta de isenção de IMT (Imposto Municipal sobre Transações Onerosas de Imóveis), aprovada em reunião ordinária da autarquia, representa um apoio municipal de 197 mil euros e em causa estão empresas que vão instalar-se nas zonas industriais do concelho, três delas na área do setor automóvel e uma dedicada à fabricação de redes de pesca.

A multinacional francesa Steep Plastique é uma das empresas abrangidas por este benefício fiscal.

Aquela empresa anunciou, na semana passada, que vai investir até 2021 cerca de 50 milhões de euros e criar 250 empregos em Viana do Castelo, onde a nova fábrica do grupo começará a laborar em junho do próximo ano.

Na altura, o diretor geral, Eric Delachambre, adiantou que a primeira das quatro fases de implementação do projeto industrial ronda os 10 milhões de euros e vai criar, a partir de junho de 2018, cerca de 50 postos de trabalho, numa área inicial de sete mil metros quadrados.

Em 2021, quando estiveram concluídas todas as fases do projeto, aquela unidade atingirá os 35 mil metros quadrados e empregará cerca de 250 trabalhadores, totalizando um investimento de 50 milhões de euros.

A multinacional, com 50 anos de existência e que em França emprega 450 trabalhadores, produz componentes em plástico para diversas marcas de automóveis e tem unidades em vários países, como Eslováquia, Marrocos, Chipre, Turquia, entre outros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.