Catarina Martins sublinha que até aqui "foi possível haver crescimento económico porque se recuperaram salários e pensões" e foi até possível uma "consolidação orçamental".

Mas, diz, Portugal tem "uma economia muito vulnerável a choques externos", pelo que precisa de "uma estratégia de longo prazo" que amorteça efeitos das crises económicas.

Esta tema abrangerá "uma boa parte do debate" político da Convenção Nacional do BE, que decorrerá no sábado e no domingo no pavilhão do Casal Vistoso, em Lisboa.

Assim, acrescenta Catarina Martins, a estratégia passa por "recuperar o controlo de alguns bens comuns, em setores estratégicos", mas, também, pela "capacidade de apostar no investimento", sobretudo em áreas relacionadas com "o território e alterações climáticas".

A "reconversão energética", a aposta na tecnologia "de uma outra forma", para "com isso criar emprego e emprego qualificado", mas também "gerar riqueza e defender o clima", são ideias preconizadas pela dirigente bloquista.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.