"Os detidos forçaram as portas e saíram depois de uma agitação e revolta" provocada pelos combates entre milícias rivais perto da prisão de Ain Zara, indicou a polícia.

Os guardas deixaram que fugissem para "poupar a vida" dos prisioneiros, acrescentou a mesma fonte.

Contactado pela AFP, um porta-voz da polícia judiciária disse não ser capaz de fornecer mais detalhes sobre o incidente.

Milícias rivais enfrentam-se desde segunda-feira com armas pesadas nos subúrbios do sul da capital líbia. Os combates deixaram pelo menos 40 mortos e mais de 100 feridos, de acordo com um relatório do ministério da saúde na noite de sexta-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.