"A Coreia do Norte lançou um projétil não identificado para o leste", disse o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul.

A guarda costeira do Japão informou ter detetado "o lançamento, da Coreia do Norte, do que parece ser um ou vários mísseis balísticos, às 14h55 (5h55 no horário de Lisboa)".

Um porta-voz da Guarda Costeira disse à AFP que se está a analisar onde caiu e se foi um ou mais objetos.

Apesar das sanções internacionais quanto ao seu programa de armamento e nuclear, Pyongyang fez dois testes de supostos mísseis hipersónicos a 5 e 11 de janeiro.

Depois do segundo teste, supervisionado pessoalmente pelo líder norte-coreano, Kim Jong-un, os Estados Unidos impuseram sanções a cinco pessoas ligadas ao programa de armas balísticas.

Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte acusou Washington de "escalar intencionalmente" a situação.

Se "os Estados Unidos adotarem uma postura de confrontação, a República Popular Democrática da Coreia será obrigada a ter uma reação mais forte e firme", disse o porta-voz em comentários publicados pela agência oficial de notícias KCNA, nesta sexta, antes do disparo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.