O corpo do malogrado piloto português, que morreu na sequência de queda na sétima de 12 etapas do Rali Dakar de todo-o-terreno, na Arábia Saudita, deverá chegar ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, ao final da manhã, seguindo, depois, em cortejo fúnebre até Esposende, onde será alvo de uma homenagem.

O funeral de Paulo Gonçalves vai realizar-se pelas 16:00 na Igreja de Gemeses, em Esposende, Braga, anunciou hoje a autarquia.

“O funeral decorrerá na sexta-feira, pelas 16:00, na Igreja de Gemeses”, aponta a câmara de Esposende em comunicado.

Segundo a nota do município minhoto, presidido por Benjamim Pereira, esse será o dia da “última homenagem a Paulo Gonçalves”, tendo sido decretado dia de luto municipal em honra do piloto, que perdeu a vida na 42.ª edição do Dakar.

O cortejo fúnebre passará “na quinta-feira, cerca das 11:30, pelo centro de Esposende, antes de rumar a Gemeses, onde decorrerão as cerimónias fúnebres”.

“A última homenagem a Paulo Gonçalves decorrerá no trajeto do cortejo fúnebre, prevendo-se a concentração de motos na marginal sul de Esposende. À passagem do cortejo fúnebre pela Praça do Município, será cumprido um minuto de silêncio, antes de rumar a Gemeses, onde o corpo ficará em câmara ardente a partir das 16:00”, pode ler-se na nota da autarquia.

Paulo Gonçalves morreu no dia 12 de janeiro, aos 40 anos, na sequência de uma queda sofrida ao quilómetro 273 da sétima de 12 etapas do Rali Dakar de todo-o-terreno, cuja 42.ª edição se disputou este ano na Arábia Saudita.

A autópsia ao corpo do piloto já foi realizada, condição indispensável para a libertação do corpo e a transladação desde a Arábia Saudita para Portugal.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.