O município informa, em comunicado, que “decidiu reforçar as medidas excecionais de prevenção à pandemia (de covid-19), sem impedir, porém, o acesso a estes espaços de homenagem a entes queridos já falecidos para ocasião dos Fiéis Defuntos”.

Porém, o acesso e permanência nos cemitérios do Toural (velho) e do Santo Condestável vão ter regras entre os dias 31 de outubro e 02 de novembro com a lotação reduzida a 125 pessoas no primeiro e a 75 pessoas no segundo.

O horário será entre as 08:00 e as 18:30 e a ocupação fica limitada “ao máximo de 0,05 pessoas por metro quadrado” e a permanência no local será “pelo tempo estritamente necessário, num máximo de 30 minutos”.

O município informou que os acessos, assim como os circuitos de entrada e saída, estarão assinalados “para melhor controlo da lotação do espaço”.

A autarquia destaca ainda a “obrigatoriedade do cumprimento das recomendações definidas pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nomeadamente a obrigatoriedade do uso de máscaras e de distanciamento físico de dois metros entre os visitantes”.

Será ainda obrigatória a desinfeção das mãos à entrada dos cemitérios e proibida a “partilha de materiais de limpeza, a não ser que sejam manuseados com luvas”.

As casas de banho públicas existentes nos cemitérios estarão fechadas.

A Câmara de Bragança sublinha que “estas medidas preventivas são de âmbito municipal, podendo as mesmas ser alteradas/revertidas em caso do agravamento da situação pandémica ou por determinação das entidades competentes”, nomeadamente da Autoridades de Saúde e Governo.

A autarquia apela “ao máximo respeito e cumprimento das normas estabelecidas, lembrando que o sentido de responsabilidade e comportamento individuais são o melhor fator de segurança da comunidade”.

O concelho de Bragança é o mais populoso do distrito de Bragança, com cerca de 30 mil habitantes, e o que apresenta o maior número de casos ativos de infeção pelo novo coronavírus. O surto nos lares da Santa Casa da Misericórdia de Bragança representa quase metade dos 377 casos confirmados.

Este surto é também dos que tem mais peso nos 51 óbitos associados à covid-19 registados na região, desde o início da pandemia, 18 dos quais na Misericórdia de Bragança.

Desde março, o número total de infetados nos 12 concelhos do distrito de Bragança é de cerca de 1.250, mais de metade dos quais já recuperaram.

Portugal contabiliza pelo menos 2.229 mortos associados à covid-19 em 106.271 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.