Em comunicado, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) avançou que, no total, foram intervencionadas 10.355 pessoas nos concelhos da Amadora, Lisboa, Loures, Odivelas, Sintra, Almada, Seixal, Barreiro, Moita e Setúbal.

“Entre 30 de junho e 25 de agosto, os elementos das equipas constituídas nos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) da Amadora, Lisboa Central, Lisboa Norte, Lisboa Ocidental e Oeiras, Loures-Odivelas, Sintra, Almada-Seixal, Arco Ribeiro e Arrábida realizaram ações de rua e visitas a agregados familiares”, realçou.

Os concelhos do Barreiro, Moita e Setúbal, no distrito de Setúbal, são os que contam há menos tempo com o trabalho destas equipas, que integram profissionais de Saúde, Segurança Social, Proteção Civil e forças de segurança.

De acordo com a ARSLVT, desde o fim de junho, foram contactadas 1.424 pessoas na Amadora, 2.702 em Lisboa, 1.506 em Loures, 1.448 em Odivelas, 3.064 em Sintra, 106 em Almada, 23 no Seixal, 09 no Barreiro, 49 na Moita e 24 em Setúbal.

As intervenções estiveram a cargo de 26 equipas e 49 elementos de saúde.

Segundo os dados da ARSLVT, estiveram em ação duas equipas e oito elementos de saúde na Amadora, seis equipas e 11 elementos de saúde em Lisboa, duas equipas e quatro elementos de saúde em Loures, duas equipas e quatro elementos de saúde em Odivelas, seis equipas e 12 elementos de saúde em Sintra, três equipas e três elementos de saúde em Almada, duas equipas e dois elementos de saúde no Seixal, uma equipa e dois elementos de saúde no Barreiro e uma equipa e dois elementos de saúde em Setúbal.

A ARSLVT lembrou ainda que as equipas dos ACES Almada-Seixal, Arco Ribeiro e Arrábida entraram em atividade em agosto.

“Além de contactar pessoas que possam necessitar de ajuda complementar para cumprir o confinamento/isolamento profilático – e assim ajudar a quebrar as cadeias de transmissão da covid – estas equipas também têm visitado estabelecimentos comerciais e realizado ações de sensibilização à população”, pode ler-se no comunicado.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 820 mil mortos e infetou mais de 23,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.807 pessoas das 56.274 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.