De acordo com o último boletim, hoje divulgado, desde o início da pandemia Portugal já contabilizou 109.541 casos confirmados e 2.245 óbitos.

O anterior valor máximo de novos casos diários tinha ocorrido em 16 de outubro, com 2.608 infeções, enquanto o anterior maior número de doentes internados nos hospitais tinha sido atingido em 16 de abril, com 1.302.

Segundo o boletim epidemiológico, das 16 mortes registadas, sete ocorreram na região Norte, seis em Lisboa e Vale do Tejo, duas no Centro e uma no Alentejo.

Os dados hoje divulgados revelam ainda mais 1.293 casos recuperados nas últimas 24 horas. Já os casos ativos ascenderam aos 42.765, mais 1.961 em comparação com o dia anterior.

Em vigilância permanecem 55.809 contactos, menos 73 do que na terça-feira.

Por sua vez, em internamento estão 1.365 pessoas, mais 93 do que ontem. Nas unidades de cuidados intensivos estão internados 200 doentes, mais 13 do que no dia anterior.

A região Norte continua a registar o maior número de novas infeções diárias, registando hoje mais 1.954 casos, totalizando 44.875, e 987 mortos desde o início da pandemia.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados 936 novos casos de infeção, contabilizando a região 50.395 casos e 904 mortes.

Na região Centro registaram-se 281 novos casos, contabilizando 9.024 infeções e 285 mortos.

No Alentejo foram registados 56 novos casos de infeção, totalizando 2.219 com um total de 31 mortos desde o início da pandemia.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 28 casos de infeção, somando 2.335 casos e 23 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados mais três casos nas últimas 24 horas, somando 323 infeções detetadas e 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira registou 12 novos casos nas últimas 24 horas, contabilizando 361 infeções, sem óbitos até hoje.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

No total, o novo coronavírus já afetou em Portugal pelo menos 49.825 homens e 59.716 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 1.138 eram homens e 1.107 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 41,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.