Desde o início da pandemia Portugal já registou 1.931 mortes e 71.156 casos de infeção.

A DGS indica que duas das mortes foram registadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde também se verifica o maior número de infeções, e o outro óbito foi registado na região Centro.

Em vigilância estão 41.696 contactos, mais 931 em relação a quarta-feira.

Os dados indicam ainda que 588 pessoas com covid-19 estão internadas nos hospitais (mais 17 em relação a ontem), das quais 85 (mais oito) em unidades de cuidados intensivos.

Nas últimas 24 horas 386 doentes recuperaram, pelo que 46.676 pessoas já superaram da infeção desde o início da pandemia em Portugal.

O boletim ao detalhe:

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, além dos dois óbitos, foram notificados mais 321 novos casos de infeção, contabilizando a região 36.399 casos e 739 mortes.

A região Norte regista hoje mais 267 novos casos para um total de 25.606 e 877 mortos.

Na região Centro registaram-se mais 73 casos e um óbito, tendo ocorrido 5.833 infeções e 258 mortos contabilizados desde o início da pandemia.

No Alentejo foram registados mais 11 casos de covid-19, totalizando 1.382 casos e 23 mortos até agora.

A região do Algarve tem hoje notificados mais dois casos de infeção, somando 1.466 casos e 19 mortos.

Na região autónoma dos Açores foram registados três casos nas últimas 24 horas, somando 259 infeções e 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira regista mais um caso, contabilizando 211 infeções, sem óbitos até hoje.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções, com um destaque para a faixa entre os 30 e os 49.

No total, o novo coronavírus já afetou em Portugal pelo menos 32.197 homens e 38.959 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 976 eram homens e 955 mulheres.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.