Em comunicado, o município refere que, “na tentativa de conter e diminuir a eventual evolução epidemiológica causada pelo novo Coronavírus”, o executivo decidiu tomar um conjunto de medidas “com caráter imediato e, pelo menos, até final do mês de março”.

Assim, serão encerradas as piscinas municipais, a Escola Municipal de Natação, a biblioteca municipal e respetivos polos de Marinhais e Glória do Ribatejo, os pavilhões desportivos municipais e os auditórios do Cais da Vala e do Mercado de Cultura.

A Feira de Artesanato e Produtos Nacionais e todos os eventos relacionados com o “mês da enguia” serão igualmente encerrados.

Por outro lado, ficam suspensas as atividades que o município organiza na comunidade, nas escolas e nas Instituições Particulares de Solidariedade Social, nomeadamente “Expressão físico-motora no pré-escolar, desporto sénior, Universidade Sénior, OTL da Páscoa, Refeitório Aberto”, bem como a cedência de equipamentos e de autocarros para visitas de estudo e outras deslocações.

Nesse sentido, a autarquia está a contactar as associações, comissões de festas e as Juntas de Freguesia do concelho com iniciativas marcadas até ao final de março “para que as cancelem ou adiem”.

“As medidas agora adotadas surgem num contexto de responsabilidade e prevenção e não pela ocorrência de algum surto ou caso conhecido”, é salientado.

Na nota é ainda referido que a Câmara de Salvaterra de Magos já elaborou o Plano de Contingência do Município, em que se “salvaguarda a adoção de medidas excecionais de prevenção, tentando assegurar um conjunto de atividades consideradas importantes e prioritárias, como a recolha de lixo, estrutura da proteção civil, balcões dos CTT, Espaços do Cidadão e Balcão único de atendimento no edifício da Câmara Municipal”.

Além disso, “foram instalados mais de uma centena de dispensadores de solução desinfetante de base alcoólica [álcool gel] pelos diferentes serviços municipais e escolas, foram criadas seis salas de contingência/isolamento destinadas aos colaboradores do município que possam vir a apresentar sintomas suspeitos de COVID-19 e foram afixados cartazes informativos sobre as recomendações da DGS [Direção-Geral de Saúde]”, é acrescentado.

A Câmara de Salvaterra de Magos adianta igualmente que irá continuar a avaliar “o evoluir da situação”, para determinar medidas complementares como “o encerramento no todo ou em parte” dos serviços ou espaços de atendimento municipais.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro de 2019, na China, e já provocou mais de 4.300 mortos em 28 países e territórios.

O número de infetados ultrapassou as 120 mil pessoas, com casos registados em 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 59 casos confirmados.

Em Portugal, a DGS atualizou hoje o número de infetados, que registou o maior aumento num dia (18), ao passar de 41 para 59.

A região Norte continua a registar o maior número de casos confirmados (36), seguida da Grande Lisboa (17) e das regiões Centro e do Algarve (três cada).

O boletim divulgado hoje assinala também que há 83 casos a aguardar resultado laboratorial e 3.066 contactos em vigilância, um aumento face aos 667 divulgados na terça-feira.

No total, desde o início da epidemia, a DGS registou 471 casos suspeitos.

O Conselho Nacional de Saúde Pública (CNSP) reúne-se hoje para discutir medidas de contenção do surto de Covid-19, incluindo a possibilidade de antecipação das férias escolares da Páscoa.

As medidas já adotadas em Portugal para conter a epidemia incluem, entre outras, a suspensão das ligações aéreas com a Itália, a suspensão ou condicionamento de visitas a hospitais, lares e prisões, e a realização de jogos de futebol sem público.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.