“O surto está resolvido, foi feito um trabalho excecional e já foi dada alta aos utentes todos, tendo hoje regressado também ao serviço a última funcionária que estava em casa”, disse José Marquito Vinagre.

De acordo com o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Gáfete, este surto provocou a morte de três utentes, desde que foi detetado no início do mês de dezembro.

A instituição conta com 43 residentes e 35 funcionários, tendo o “pico” do surto infetado 33 utentes e 10 funcionários, incluindo o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Gáfete.

Em Portugal, morreram 10.469 pessoas dos 636.190 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.