“Após visita ao lar, verificámos que a instituição tem condições para manter aqueles que estão doentes separados dos restantes, pelo que não será necessário transferir ninguém”, explicou José Calado, sublinhando que os utentes infetados continuam assintomáticos.

Nesta terça-feira, foi divulgada a existência de um surto da Covid-19 na Casa de Saúde e Repouso da Amoreira, situada na localidade da Ramada, no concelho de Odivelas (distrito de Lisboa), estando infetados 37 utentes e 34 funcionários. A Casa de Saúde e Repouso da Amoreira acolhe atualmente um total de 60 utentes e tem ao serviço 54 funcionários.

Os funcionários que testaram positivo estão em casa a cumprir quarentena, enquanto os utentes foram divididos em duas alas.

Contudo, segundo referiu o delegado de saúde de Odivelas, apesar de o lar apresentar as condições necessárias para a separação dos casos positivos dos negativos, apresenta “algumas lacunas que terá de corrigir”.

“A instituição foi notificada para a necessidade de aumentar os recursos humanos e também para a necessidade de corrigir alguns aspetos, como é exemplo a sinalização”, adiantou.

A Lusa tentou contactar a direção deste lar da Ramada, mas sem sucesso.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.