“Relatórios iniciais indicam que cerca de 24 mil deslocados” fugiram de Kunduz, lê-se num comunicado da ONU, que indicou que as pessoas se têm dirigido para as províncias vizinhas de Balkh, Takhar, Baghlan e Cabul.

Depois de anteriormente ter contabilizado cerca de 10 mil deslocados, a organização agora mais do que duplicou o registo e estimou que continuem a aumentar as pessoas que fogem da cidade, que em 2015 tinha caído nas mãos dos talibãs num assalto semelhante.

Este novo ataque à quinta maior cidade do país dos extremistas já fez escassear comida e medicamentos.

“Pontos-chave da cidade foram reconquistados, com 52 insurgentes mortos nas últimas 24 horas”, informou, por seu lado, o Ministério afegão da Administração Interna.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.