O incêndio que deflagrou na quinta-feira em Vila Verde da Raia, Chaves, sofreu esta tarde uma reativação e o combate foi reforçado com cinco meios aéreos, disse o comandante das operações no local.

Hernâni Carvalho, comandante da corporação de Salto (Montalegre), afirmou à agência Lusa que a principal preocupação dos operacionais é o vento forte e referiu que se verificaram “projeções a centenas de metros”.

O responsável disse que três meios aéreos já estão a operar, tendo sido mobilizados mais dois para o teatro de operações.

O fogo está a ser combatido por 211 operacionais que contam com o apoio de 63 viaturas.

“O incêndio encontra-se com esta frente ativa e acreditamos que dentro de algum tempo conseguiremos debelar a mesma”, disse Hernâni Carvalho.

A frente está a lavrar na zona da aldeia de Vila Frade.

O incêndio deflagrou pelas 13:30 de quinta-feira, na zona de Vila Verde da Raia, e foi dado como dominado pelas 07:00 de hoje, depois de ter lavrado muito próximo de habitações de várias aldeias raianas de Chaves.

Cinco bombeiros ficaram com ferimentos ligeiros durante o combate ao incêndio, mas já se encontram em casa.

Um dos operacionais sofreu queimaduras de segundo e terreiro grau, outro sofreu uma queda e três sofreram inalação de fumos.

[Notícia atualizada às 15:16]

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.