“Felicitações. A sua vitória é uma vitória para uma Europa forte e unida e para a amizade franco-alemã”, escreveu Steffen Seibert no Twitter.

O ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Sigmar Gabriel, também saudou a eleição do candidato centrista, afirmando, também no Twitter, que ela significa que “França continua no coração da Europa”.

“A França esteve, está e mantém-se no coração da Europa”, com a vitória de Macron e a derrota da extrema-direita, escreveu Gabriel.

Segundo as primeiras projeções, o centrista Macron obteve 65,5 a 66,1% dos votos e a candidata da extrema-direita, Marine Le Pen, 33,9% e 34,5%.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.