“É um grande avanço. A nossa equipa de resgate trabalhou sem descanso e agora é só uma questão de chegar junto do avião e fazer o resgate”, disse Boaz Cherutch, o comissário do Condado de Nyandarua, onde fica o local do acidente.

As buscas para encontrar o avião tinham sido suspensas durante a noite devido às condições climatéricas adversas, tendo sido retomadas hoje por vários helicópteros das forças de defesa do Quénia e da polícia, que conseguiram localizar o avião nos limites do Parque Nacional de Aberdare.

As autoridades desconhecem se os oito passageiros e os dois pilotos ainda estão vivos.

O avião da companhia aérea Fly540 desapareceu na terça-feira à tarde quando regressava a Nairobi e sobrevoava um parque nacional no sudoeste do Quénia, segundo os media locais.

Segundo o jornal The Standard, um cidadão americano estaria entre os passageiros.

No local do acidente estão elementos da polícia, do Serviço de Vida Selvagem do Quénia e de outros serviços de resgate.

O avião, um modelo CS208 da Safari Air Express – subsidiária da empresa de baixo custo Fly540 – com capacidade para 12 passageiros, viajava da cidade de Kitale (oeste) para o aeroporto internacional Jomo Kenyatta quando a torre de controlo perdeu o sinal, às 17:00 locais (15:00 em Lisboa).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.