Em comunicado, Bruxelas indica que reviu o programa anual do Erasmus+ para 2019, aumentando assim a verba total para 3.270.450,701 euros, e explica que este valor “será investido em mobilidade para fins de aprendizagem e em vários projetos prioritários”.

A revisão em causa também irá “beneficiar projetos inovadores e interdisciplinares, ao nível da aprendizagem digital e do ensino de ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática […], bem como atividades internacionais no campo do ensino superior”, acrescenta a Comissão Europeia.

Este acréscimo da verba foi acordado com o Conselho da UE, onde estão representados os Estados-membros e o Parlamento Europeu, estando incluído no orçamento geral da União para este ano.

Citado pela nota, o comissário europeu responsável pelas áreas da Educação, Cultura, Juventude e Desporto, Tibor Navracsics, assinala que a medida vai permitir “oferecer a mais pessoas uma experiência de aprendizagem no estrangeiro e, em particular, dobrar os fundos para as universidades europeias”, ao apostando ainda em centros vocacionais e em projetos de inclusão social.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.