“A Cofina SGPS informa” que a ERC “aprovou, sem votos contra, a alteração do controlo dos meios detidos pela Prisa, através da Vertix (grupo Media Capital), para a Cofina SGPS”, refere, em comunicado.

“Após esta aprovação, a Cofina tem a expetativa de concluir a aquisição do capital detido pela Prisa no Grupo Media Capital na segunda semana de março”, acrescenta a empresa liderada por Paulo Fernandes.

“O novo grupo Cofina será uma plataforma mais competitiva, capaz de assegurar aos portugueses, uma oferta diversificada de conteúdos, seja de informação, seja de entretenimento”, acrescenta.

“Esta aquisição permite ainda a criação de um grupo financeiramente forte, que é o melhor garante da independência editorial e da criação de valor para todos os ‘stakeholders’ [partes envolvidas], incluindo colaboradores, acionistas, clientes, fornecedores e parceiros”, salienta, referindo que “os objetivos da Cofina passam por ter um grupo de media tecnologicamente evoluído, capaz de gerar eficiências e com foco contínuo na liderança dos segmentos em que opera, assegurando a sustentabilidade dos conteúdos de língua portuguesa”.

Em 23 de dezembro, a Cofina anunciou ter acordado com a Prisa a redução do preço da compra em 50 milhões de euros face aos 255 milhões de euros [‘enterprise value’] comunicados em 21 de setembro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.