Entre as atividades preferidas, está a vindima, em que os novos alunos participam na apanha e pisar das uvas, "numa experiência única", segundo a professora Leila Rodrigues.

Em declarações à agência Lusa, a coordenadora do projeto "Praxe que eu quis, praxe feliz" salientou que cerca de centena e meia de caloiros participam na vindima, acompanhados dos alunos mais antigos e de uma enóloga.

"A ESAC apostou neste modelo de integração, que vai buscar o sentimento de pertença e bem-estar, em detrimento das formas mais antigas de praxe, que são muito amedrontadoras", frisou a docente.

O atual modelo de integração realiza-se desde o ano letivo 2011/12, com resultados "muito positivos" ao nível da interação e convívio entre os novos alunos e os mais antigos.

"A vindima proporciona-lhes igualmente a oportunidade de ficarem a conhecer melhor as pessoas que fazem parte da instituição e o estabelecimento de ensino em termos de espaço físico e de infraestruturas", refere um comunicado da instituição enviado à agência Lusa.

Segundo Leila Rodrigues, durante o atual período letivo os novos alunos vão desenvolver outras atividades, que foram propostas pelos alunos agora no segundo ano, com base num inquérito realizado.

Além dos novos estudantes, participam nas vindimas da Agrária de Coimbra, não só a restante comunidade estudantil, docentes, e não docentes da Escola e do Politécnico de Coimbra, como também utentes de estabelecimentos do ensino primário e pré-escolar.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.