Faz hoje exatamente dez anos que eu criei a minha conta no Facebook. “Ah, olha, novamente o Pedro e o seu diário”, dirá o perspicaz leitor que aqui chega. Porém, contrariando as regras do espaço, fique comigo durante mais algum tempo para saber como foi a minha adolescência em direto na rede social.

Em 2009 tinha 14 anos. Estava no 9.º de uma escola básica em Sintra. O meu amigo Lucas incentivou-me a criar a conta. Ele acabaria por ser um YouTuber moderadamente conhecido. A primeira fotografia que pus foi tirada na Praia Pequena (que, surpreendentemente, fica à beira da Praia Grande, em Sintra) com o meu Sony Ericsson W580i.

créditos: PEDRO SOARES BOTELHO

Hoje, estou no Porto, no último ano de uma tremenda dor de cabeça na Faculdade de Engenharia. E sou jornalista — aqui, neste seu SAPO24. E, por sê-lo, mais do que falar de Facebook, falemos de amanhã.

Esta quinta-feira estreia o filme "Hálito Azul”, um belíssimo documentário, realizado por Rodrigo Areias, sobre a comunidade piscatória de Ribeira Quente, na ilha açoriana de S. Miguel.

O Inverno chega a Bragança, pela mão da Companhia de Dança de Almada. Com coreografia de Bruno Duarte, o espetáculo baseado nos rituais das festas de inverno do Nordeste Transmontano, tem estreia nacional no âmbito da Bienal da Máscara — MASCARARTE 2019. É às 21:00 no Teatro Municipal.

Em Lisboa, no Teatro Tivoli BBVA, chega Sísifo, com Gregorio Duvivier. Depois do sucesso no Brasil, onde iniciou a sua temporada, "Sísifo" estreia agora em Portugal. Com direção de Vinícius Calderoni, o espetáculo é inspirado no mito grego – do homem que carrega diariamente sua pedra morro acima para vê-la rolar ladeira abaixo e começar tudo de novo –, e o texto interliga a mitologia ao caótico mundo globalizado e interligado, sem esquecer o Brasil dos memes.

Memes. O Facebook tornou-se num.

Há dias pus-me a pensar no que é isso da rede social. Rede. Rede é o que amarra, prende e arrasta para fora do mar, do mundo, portanto. O que anda a gente a fazer nessas redes sociais? Eu sou o Pedro Soares Botelho e a minha década foi assim.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.