Dez pessoas foram hospitalizadas, precisou o porta-voz da polícia de Miami-Dade, Alvaro Zabaleta, à imprensa. As equipas de socorro trabalharam durante toda a noite e a operação concentra-se agora na procura de corpos, adiantou.

Os engenheiros temem o colapso das estruturas nos dois extremos da obra, colocada no sábado e que ainda não tinha sido aberta ao público. “A totalidade da ponte está em perigo”, disse Zabaleta.

Pelo menos oito viaturas ficaram presas devido à queda da ponte na quinta-feira sobre uma autoestrada com seis vias.

O senador da Florida, Marco Rubio, já lamentou o acidente, assinalando que, “ironicamente, a ponte tinha sido desenhada para oferecer mais segurança” às pessoas para atravessar a autoestrada muito movimentada.



A ponte pedonal, instalada no sábado e que deveria ser inaugurada no início de 2019, atravessa uma autoestrada com sete vias, que liga o ‘campus’ da Universidade Internacional da Florida à cidade de Sweetwater, onde vivem cerca de quatro mil estudantes.

A estrutura custou cerca de 14,2 milhões de dólares (cerca de 11,5 milhões de euros) e foi construída na sequência de um pedido antigo dos habitantes daquela zona, agravado por um atropelamento mortal em agosto de 2017, para que assim os estudantes universitários e quem morasse nas redondezas pudesse evitar o intenso trânsito daquela estrada.

Segundo um comunicado emitido pela própria universidade, a ponte foi edificada com recurso a métodos de construção acelerados de forma a evitar constrangimentos aos utilizadores daquela via rodoviária e a reduzir potenciais riscos para os trabalhadores. A estrutura da ponte foi construída de forma modular. O tabuleiro que atravessa a via rápida foi construído ao lado da faixa de rodagem, tendo sido colocado na posição final, sobre os pilares, no passado sábado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.