As autoridades receberam a chamada de emergência pouco depois das 16h30 (21h30 no horário de Lisboa). Foi relatado que seis feridos foram levados para hospital e um deles foi declarado morto, afirmou a polícia, que culpou uma discussão entre um grupo de adolescentes que viajava numa carruagem do metro.

"Não acreditamos que se trate de um incidente isolado [...] Acreditamos que este ataque a tiro teve origem numa disputa entre dois grupos que começou num comboio", disse o chefe de trânsito da polícia da cidade, Michael Kemper.

"Infelizmente, uma das vítimas, um homem de 34 anos, foi declarada morta", acrescentou. A estação de metro elevada de Mount Eden Avenue, no bairro do Bronx, foi isolada pela polícia, que junto com agentes da Agência de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos, iniciou uma investigação às circunstâncias do tiroteio.

Os ataques a tiro são comuns nos Estados Unidos, onde existem cerca de 400 milhões de armas, mais do que pessoas.

Várias sondagens mostram que a maioria dos americanos é a favor de uma regulamentação mais rigorosa das armas, mas o poderoso lobby das armas e os eleitores mobilizados que apoiam a posse de armas para autodefesa e como diversão têm impedido repetidamente a adoção de medidas.

Nova Iorque tem uma taxa de homicídios mais baixa do que muitas grandes cidades americanas, e a posse de armas de fogo em público é ilegal para civis em quase todas as circunstâncias.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.