António Costa falava à chegada ao hotel de Lisboa onde a direção do PS vai acompanhar a evolução dos resultados das eleições europeias, depois de confrontado pelos jornalistas com estimativas de que a abstenção poderá atingir os 70%.

"Se esses números forem assim, estão mais ou menos em linha com o que aconteceu em 2014 e isso só demonstra que não é possível falar-se de Europa apenas no período de campanha eleitoral. Deve ser um motivo de reflexão profunda seguramente para o sistema político, mas, também, para os diferentes órgãos de comunicação social".

De acordo com o líder socialista, "se há este grau de desinformação, ou de menor interesse, dos cidadãos relativamente à União Europeia, isso também quererá dizer alguma coisa sobre a informação que é divulgada".

"Não é uma questão de culpas. Em primeiro lugar, é uma questão de decisão de quem votou e não votou. A repetição ano após ano da ideia de que as decisões são tomadas em Bruxelas sem a participação de cada país, de cada Governo e de cada cidadão cria naturalmente um grande afastamento por parte dos eleitores relativamente aos processos europeus", justificou.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.