Escreve a BBC, com base em informações veiculadas pelos media turcos, que Oztur terá dito em interrogatório que “agiu com intenção de planear um golpe”. Imagens do militar, reveladas pela agência turca Anadolu, mostram-no com vários ferimentos na cabeça e na parte superior do corpo.

O Governo turco deteve 7.543 pessoas na sequência do golpe de Estado, dos quais 6.038 são militares, 755 magistrados e 100 policiais, indicou o primeiro-ministro turco, antes de afirmar que 208 "mártires" morreram na noite do golpe frustrado.

A par, o governo turco demitiu quase 9.000 funcionários do ministério do Interior, adiantou esta segunda-feira a agência de notícias pró-governo Anadolu, citando fontes do ministério do Interior. No total, foram afastadas dos cargos 8.777 pessoas, incluindo 30 altos oficiais.

A comunidade internacional está atenta aos desenvolvimentos na Turquia, onde o presidente Recep Tayyip Erdogan já avançou com a possibilidade de se reintroduzir a pena de morte no país.

A União Europeia e Estados Unidos fizeram um apelo à Turquia para que respeite o estado de direito na investigação do golpe de Estado frustrado contra o presidente Recep Tayyip Erdogan.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.