O ex-autarca morreu na sua terra natal, em Freamunde, no concelho de Paços de Ferreira, distrito do Porto, local onde será sepultado.

O corpo estará em câmara ardente a partir das 16:00 de sábado, na Capela de S. Francisco, em Freamunde, sendo as cerimónias fúnebres presididas pelo bispo emérito da Diocese do Porto, António Taipa, refere o município de Paços de Ferreira, na sua página oficial na rede social Facebook.

Dizendo vergar-se perante “a grandeza de tão ilustre personalidade e cujo exemplo deve perpetuar-se na memória das gerações futuras”, a câmara anuncia ter decretado três dias de luto municipal.

Médico de profissão, Fernando de Vasconcelos foi o primeiro presidente da Câmara de Paços de Ferreira após o 25 de abril, tendo sido eleito em 1977 e sucessivamente reeleito, em listas do PSD, durante quatro mandatos consecutivos.

Posteriormente, assumiu o cargo de governador civil do Porto em 1988, função que exerceu durante dois anos.

Antes, entre 1985 a 1987, foi eleito deputado da Assembleia da República.

Militante do PSD desde a constituição do partido foi presidente da Assembleia Municipal de Paços de Ferreira em 1993, cargo que assumiu durante três anos, e presidente da Assembleia Geral dos Municípios do Vale de Sousa.

Entre outras funções, Fernando de Vasconcelos assumiu as direções dos centros de saúde de Paços de Ferreira e de Freamunde.

Em 2017, por ocasião do 182.º aniversário do Concelho de Paços de Ferreira, o ex-autarca foi distinguido com a medalha municipal de honra, grau ouro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.