O primeiro passo do plano estratégico para a sustentabilidade ambiental daquele que é o maior edifício público do país tem lugar esta segunda-feira, com a montagem do estaleiro para a construção de uma nova central térmica, devendo as obras terminar por completo até ao final de 2021.

Estão ainda previstas outras medidas no projeto de renovação energética, nomeadamente a renovação da caixilharia das cerca de 5.400 janelas que existem em Santa Maria, a substituição de quase 12 mil lâmpadas fluorescentes por iluminação LED e a instalação de módulos fotovoltaicos para autoconsumo.

O plano de eficiência energética para o Hospital de Santa Maria é, segundo o conselho de administração do CHULN, financiado a 95% pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), um dos programas criados para a operacionalização da estratégia Portugal2020.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.