“Já está resolvido”, adiantou Carlos Luís Tavares, indicando às 18:30 que a situação estava controlada pelos meios de socorro no terreno, mais de 200 operacionais que chegaram a ser apoiados por 10 aeronaves.

Também Jorge Custódio, vice-presidente da Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra, no distrito de Coimbra, confirmou à Lusa que tinham começado as intervenções de rescaldo, com apoio de máquinas pesadas.

O incêndio, que lavrou numa área de mato e pinhal, eclodiu pouco antes das 16:00 junto à povoação de Machialinho, freguesia de Janeiro de Baixo, num "povoamento de pinhal denso", o que causou "alguma preocupação", segundo o autarca.

Às 18:45, estavam ainda no local do fogo 211 operacionais com 53 viaturas, apoiados por oito meios aéreos.

(Notícia atualizada às 19h04)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.