Em declarações à Lusa cerca das 19:00, o autarca João Lobo disse que o fogo que eclodiu sábado em Vila de Rei e que lavra no vizinho concelho de Mação, distrito de Santarém - numa zona de enclave rodeado pelo distrito de Castelo Branco - se dirige para a área do município de Proença-a-Nova.

"É uma preocupação e temos os meios em prevenção no local, sapadores florestais e equipas da junta de freguesia", afirmou João Lobo, notando, no entanto, que as chamas ainda não entraram no seu concelho.

De acordo com o autarca, uma das frentes do incêndio está na zona da localidade de Mouta Racome, em Mação, que fica a menos de um quilómetro em linha reta a oeste da fronteira com o distrito de Castelo Branco e a cerca de dois quilómetros a noroeste da povoação de Bairrada, já em Proença-a-Nova.

"O vento mudou de direção, virou mais para sul e o fogo vai a caminho de Bairrada", precisou João Lobo.

O autarca disse ainda que o incêndio já atingiu uma zona florestal "que ardeu em 2017" perto de Mouta Racome.

O incêndio que começou cerca das 15:00 de sábado na localidade de Fundada, Vila de Rei e se estendeu ao início da noite ao concelho de Mação permanece ativo há quase 29 horas e está a ser combatido por 855 operacionais, apoiados por 262 viaturas e 15 meios aéreos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.