"As linhas de água junto aos Caniçais, Martins Soares, Parque Empresarial de Proença-a-Nova, Vale de Água, Murteira e as ribeiras da Feixada e de Lobos vão ser intervencionadas na sequência dos danos sofridos durante os incêndios de 2017, totalizando um investimento de 423 mil euros", explica, em comunicado, este município do distrito de Castelo Branco.

Os trabalhos incluem operações de limpeza, remoção de todos os lixos e entulhos, que não de origem vegetal, bem como sedimentos e outros materiais retidos na margem da linha de água.

"Além destes trabalhos, vão ser realizadas obras de engenharia natural, nomeadamente retenção de sedimentos, controlo de erosão, estabilização e consolidação de taludes, restauro e reabilitação das galerias ripícolas", lê-se no documento.

A Câmara de Proença-a-Nova irá coordenar a realização dos trabalhos depois do protocolo assinado com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), de colaboração técnica e financeira, em abril de 2018.

O prazo limite para a realização material e financeira destas ações de regularização fluvial é o dia 30 de julho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.