A deputada conservadora Fatemeh Rahbar tinha sido eleita em fevereiro por Teerão, na sequência das eleições legislativas iranianas.

Rahbar é o segundo elemento do parlamento do Irão a morrer devido ao surto do novo coronavírus.

Pelo menos oito políticos ou líderes iranianos, incluindo um consultor do ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Hossein Sheikholeslam, morreram devido ao Covid-19.

O Ministério da Saúde iraniano anunciou na sexta-feira que morreram mais 17 pessoas infetadas pelo novo coronavírus, elevando para 124 o número de mortos no país.

Teerão intensificou, também na sexta-feira, as restrições à livre circulação como medida para conter a propagação do Covid-19.

O número de pessoas infetadas em todo o mundo pelo novo coronavírus aumentou para 101.988, dos quais morreram 3.491, segundo um balanço feito pela agência France-Presse (AFP), com dados atualizados às 09:00 de hoje.

Citando fontes oficiais, a AFP diz que, no total, foram registadas 1.146 novas contaminações e 35 mortes desde o último balanço, realizado às 17:00 de sexta-feira.

Até ao momento, há registo de casos em 94 países, entre os quais Portugal. De acordo com os últimos dados da Direção-Geral da Saúde, Portugal tem 13 casos confirmados de Covid-19, a doença provocada pelo coronavírus.

Com base no número mundial de infetados, a taxa de letalidade é de 3,4%, sendo que até ao momento a maioria já recuperou.

O balanço da AFP mostra que a China, à exceção dos territórios de Hong Kong e Macau, conta com 80.651 casos, dos quais 3.070 morreram.

A AFP diz que, entre o final da tarde de sexta-feira e a manhã de hoje, surgiram 99 novas contaminações e 28 mortos na China. No resto do mundo, registaram-se 1.047 novos casos desde as 17:00 de sexta-feira.

Depois da China, os países mais afetados são a Coreia do Sul (6.767 casos, dos quais 483 são novos), Irão (4.747 casos, com 124 mortes), Itália (4.636 casos, 197 mortes) e Alemanha (684 casos, sem registo de casos mortais).

O balanço da AFP foi elaborado com dados recolhidos junto das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.