Os pais começaram por dizer que o menino se tinha perdido durante um passeio pela região montanhosa, mas acabaram por admitir que o abandonaram como forma de castigo.

Yamato Tanooka, de 7 anos, a irmã mais velha e os pais passeavam no sábado quando o casal perdeu a paciência com o comportamento do menino, que atirava pedras contra os carros e contra os pedestres, segundo a polícia japonesa e a imprensa.

Na viagem de volta, os pais obrigaram o menino a sair do carro e deixaram-no à beira da estrada numa floresta, avancando depois 500 metros. No entanto, o que pretendia ser uma lição para o menino, acabou por ter o efeito inverno, neste caso, para os pais.

"Eles dizem que voltaram imediatamente ao local, mas que o menino já não estava onde o tinham deixado", disse um políca.

Um representante do município de Nanae manifestou a sua preocupação com o paradeiro da criança nesta zona montanhosa, "onde passam poucas pessoas e carros" e onde vivem ursos.

O pai de Yamato admitiu a sua angústia numa entrevista e pediu desculpas pelos problemas provocados a tantas pessoas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.