O presidente russo, Vladimir Putin, e o seu homólogo chinês, Xi Jinping, marcarão presença na cimeira do G20, que se vai realizar em novembro na Indonésia, anunciou a presidência desta nação asiática.

A presença dos dois chefes de Estado deve coincidir com a participação do presidente americano Joe Biden, num momento particularmente negativo nas relações de Washington com Moscovo e Pequim, devido à guerra na Ucrânia e às tensões em Taiwan.

Até ao momento a presença de Putin e Jinping na ilha indonésia de Bali, em novembro, não estava confirmada. A Rússia está isolada por parte da comunidade internacional desde a invasão da Ucrânia e o presidente chinês limita as suas viagens ao exterior devido à pandemia de covid-19.

Mas o presidente indonésio, Joko Widodo, afirmou numa entrevista à agência Bloomberg que os dois comparecerão à reunião da cimeira. "Xi Jinping virá. O presidente Putin também me disse que viria", declarou Widodo.

A Indonésia também convidou o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky. O chefe de Estado da Ucrânia, país não-membro do G20, indicou que participará, pelo menos virtualmente.

Jacarta, que foi pressionada por países ocidentais para excluir Putin da reunião de novembro, mantém uma posição de neutralidade sobre o conflito na Ucrânia. Joko Widodo viajou este ano tanto a Kiev como a Moscovo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.