No local, continuam as operações de remoção de terra da via, que terá depois de ser limpa e reparada.

“Neste momento, não há qualquer previsão para retomar a circulação naquele local”, disse à agência Lusa fonte da empresa.

O secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d’Oliveira Martins, afirmou que o troço da linha da Beira Alta onde o comboio descarrilou já estava em obras e que o talude em causa será urgentemente intervencionado.

O presidente da Câmara de Mortágua, Júlio Norte, indicou que foi um deslizamento de terras, devido à chuva dos últimos dias, que causou o descarrilamento do comboio.

Desde as 08:40 que a linha da Beira Alta está cortada junto ao túnel de Coval, em Mortágua, devido ao descarrilamento de um intercidades que ligava a Guarda a Lisboa, sem registo de feridos entre os 71 passageiros e três tripulantes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.