Em declarações à agência Lusa, fonte da EMEL esclareceu que as tentativas de furto de bicicletas provocaram danos nos equipamentos, estando ainda por localizar 13 das 189 bicicletas roubadas.

Num comunicado, a empresa acrescentou que, com a cooperação da PSP, foram recuperadas esta semana três bicicletas furtadas, num valor de 2.420 euros.

Além das bicicletas, a EMEL tem verificado danos em parquímetros e nas docas da rede Gira.

De acordo com a empresa, as docas mais danificadas são as de Campo Grande, Entrecampos, Cais do Sodré e Jardim de Santos.

Sobre o vandalismo em parquímetros, a EMEL anotou que é uma situação que dura “há bastante tempo” e normalmente ocorre nos aparelhos mais antigos.

“O vandalismo aos parquímetros dura há bastante tempo, há anos… É recorrente nos mais antigos, desde que foram instalados. São os parquímetros mais vulneráveis”, salientou fonte da EMEL, realçando que “as pessoas metem papéis no sítio das moedas”, o que encrava os equipamentos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.