“O sismo, que atingiu uma profundidade de 10 quilómetros na província do Azerbaijão Ocidental, feriu 528 pessoas, das quais 135 foram hospitalizadas”, disse o governador regional Mohammad Sadegh Motamedian, na televisão estatal iraniana.

O terramoto e as suas réplicas “destruíram 50 casas e danificaram outras 500 em 12 aldeias da província”, acrescentou Motamedian.

A televisão estatal transmitiu vídeos da destruição causada pelo terramoto, que ocorreu por volta das 03:30, no horário local (01:00 em Lisboa).

O porta-voz do serviço de emergência do país, Mojtaba Khaledi, afirmou à televisão estatal que a eletricidade e a água foram cortadas em aldeias “perto das cidades de Salmas e Khoy, próximo ao epicentro do sismo”.

O Irão fica localizado onde várias placas tectónicas se encontram e experimenta atividade sísmica frequente.

O terramoto mais mortal no Irão foi de magnitude 7,4 em 1990, que matou 40.000 pessoas no norte do país, feriu outras 300.000 e deixou meio milhão de desalojados.

Em 2003, um sismo de magnitude 6,6 no sudeste do Irão devastou a antiga cidade de tijolos de barro de Bam e matou pelo menos 31.000 pessoas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.