O Presidente da República do Zimbabué, Emmerson Mnangagwa, e o líder da oposição, Nelson Chamisa, vão a votos nas primeiras eleições presidenciais após a demissão de Robert Mugabe que em novembro de 2017 foi obrigado a demitir-se na sequência de um golpe de força do Exército.

O chefe de Estado zimbabueano, Emmerson Mnangagwa, de 75 anos, lidera o partido União Nacional Africana do Zimbabué-Frente Patriótica (ZANU-PF, na sigla inglesa) e chegou ao poder com o apoio dos militares em novembro de 2017.

Nelson Chamisa líder do Movimento para a Mudança Democrática (MDC-T, na sigla inglesa) é o principal opositor de Mnangagwa.

O político de 40 anos sucedeu Morgan Tsvangirai que morreu em fevereiro vítima de doença prolongada.

Nestas eleições presidenciais concorrem Ambrose Mutinhiri da Frente Patriótica Nacional, Thokozani Khupe, vice-primeira-ministra do Zimbábue de fevereiro de 2009 a agosto de 2013 e líder do partido Movimento para a Mudança Democrática (MDC-T, na sigla inglesa), Noah Manyika do partido Construir a Aliança do Zimbábue, Dumiso Dabengwa líder da União do Povo Africano do Zimbabué (ZAPU, na sigla inglesa), Elton Mangoma da Coligação de Democratas (CODE, na sigla inglesa), Joice Mujuru do partido Coligação Arco-íris do Povo e Nkosana Moyo da Aliança para a Agenda do Povo.

O Presidente é eleito por maioria absoluta de votos através de um sistema de duas voltas para cumprir um mandato de 5 anos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.