Segundo a agência EFE, o primeiro resgate foi de um barco com 14 pessoas a bordo, que alertou as autoridades que estava em dificuldades na costa de Gravelines (norte de França), informou a Marinha, em comunicado.

Um barco-patrulha da Marinha chegou ao local e resgatou todos os ocupantes do barco, que começava a afundar.

Poucas horas depois, as autoridades avistaram outro navio em perigo, perto de Hardelot.

O centro de comunicação e alerta Griz Nez enviou duas unidades navais que resgataram os 51 ocupantes, acrescentou o comunicado.

Desde 2018, as autoridades francesas detetaram um aumento acentuado de imigrantes que tentam chegar ao território britânico por mar.

A Guarda Costeira lembrou ainda que se trata de uma travessia perigosa, uma vez que é uma das áreas do mundo com maior tráfego e devido ao mau tempo durante grande parte do ano.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.