A associação enumera expressões correntes nos Estados Unidos da América como "bring home the bacon" (em português, sem equivalente direto) e "kill two birds with one stone" (em português, usamos matar dois coelhos com uma cajadada só) como exemplos a evitar.

"As palavras importam. E à medida que o nosso entendimento de justiça social evolui, a nossa linguagem evolui também. Vejamos como podemos remover o especismo das nossas conversas diárias", escreveu a PETA num tweet que rapidamente se tornou viral, entre contestação e humor e manifestações de apoio.

A associação não se ficou pela afirmação e divulgou mesmo uma tabela com as expressões a evitar e um conjunto de sugestões de como as substituir de forma a não serem ofensivas. Por exemplo, no caso de "kill two birds with one stone" (matar dois pássaros com a mesma pedra) a PETA sugere que se passe a dizer "feed two birds with one scone" (alimentar dois pássaros com um scone). Ou, por exemplo, na expressão, comum em português, sobre "pegar o touro pelos cornos" ("take the bull by the horns") em que a sugestão é "colher a flor pelos espinhos" ("take the flower by the thorns").

Num segundo tweet publicado, o grupo de defesa animal compara as frases com expressões ofensivas a vários animais a linguagem racista e homofóbica. "Da mesma forma que se tornou inaceitável usar linguagem racista e homofóbica, frases que trivializam a crueldade com animais irão desaparecer à medida que mais pessoas passem a gostar dos animais pelo que eles são".

Nota: A foto que ilustra este artigo refere-se a uma manifestação organizada pela PETA mas não referente ao tema abordado no artigo.

Nota da redação: Artigo editado às 1430 para corrigir a palavra "especiesismo" pela forma correta que é "especismo".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.